Buscar
  • Marcela Picanço

Tudo ao mesmo tempo



Nos momentos em que eu fui mais feliz durante a minha vida, eu não pensei sobre o futuro.


Nem em anos, nem em dias.


Não pensei no que eu ia fazer fim de semana ou amanhã de noite. Não pensei no que eu ia ser no futuro, no que eu deveria conquistar ou no que eu precisava encontrar.


Nos momentos em que eu realizei que não precisava ser nada, foram os momentos de maior liberdade que eu já vivi. Porque eu percebi que já sou tudo que preciso ser no momento.


Mas essa sensação passa, porque a gente é bombardeado de informações solicitando que a gente seja algo. Até que a gente seja nós mesmos. Eu não quero nem ser eu mesma. Eu quero me permitir ser nada e isso já ser suficiente.


Quero poder apreciar cada detalhe do mundo com calma, porque não tenho pressa pra me tornar nada.


Quero descansar no agora e quero não querer mais nada só pra sentir por um segundo como que é ser tudo ao mesmo tempo.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A resposta que eu procurava

Eu sempre tive muito medo da vida real. Tinha medo de não conseguir me sustentar sozinha no Rio, tinha medo de viver uma vida vazia, de não conseguir me encontrar, de não ser capaz, de decepcionar. Le