I.

Eu dei meu coração nas suas mãos
E abracei o seu no meu colo quente
Eu o carreguei junto ao peito
Forrei quinas para ele não se bater
Arrumei até uma almofadinha
Para mantê-lo confortável e seguro
Eu sabia que estava machucado
E queria apenas ser cuidadosa
Dar um pouquinho de amor pra ver se curava um pouco mais

Mas você não quis

E de forma displicente, levou meu coração no fundo da mochila
Deixou ele se arriscar na beirada dos móveis
Perdeu-o de vista na bagunça dos dias
Para tropeçar nele depois e se lembrar
Que foi você quem o deixou ali
Sem querer, você diz, não era a intenção
Não importa, eu digo, mas agora me devolve
Que meu coração não é brinquedo
Nem eu

II.

Você é um conquistador
Coleciona mulheres como medalhas e troféus
Que você guarda com orgulho
Na parede de seu quarto
Pra onde olha
Todos os dias
E escolhe de qual você vai se gabar
Qual você vai usar
Para se sentir menos perdedor

Mas eu não caibo na sua estante
Eu sou bem maior do que você imagina
Meu lugar é em templos
Altares enfeitados de flores, incensos e mirra
Aonde você deve ir todos os dias
Com uma vela nas mãos
E olhos em chamas de admiração
Para me louvar e adorar
E agradecer por ter tido a oportunidade
E o privilégio
De um dia ter me encontrado

III.Você vai sair de mim
Em cada gota de suor
Que meu caminhar sob o sol
Incansável
Para longe de você
Fizer verter em minha pele
Nas lágrimas que eu vou sim deixar cair
E manchar meu papel para que eu nunca me esqueça
Que cada uma delas tem um pedaço seu
Meu gozo em outros corpos
Vai cada vez mais fundo para te exorcizar de mim
Eu vou sangrar e vou queimar
Vou me consumir inteira
Colocando fogo em tudo o que você tocou
E eu vou renascer
Mais bela
Mais sábia
Mais forte
E você nunca irá me tocar de novo
Eu vou desaparecer
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Bianca de Queiroz
Escrevo para me livrar do peso de pensar no futuro.