Sabe quando você está a fim de ver algo deliciosamente despretensioso na televisão, mas não está com tempo para garimpar na Netflix? Fiz o trabalho para você! Estas cinco opções exibem o romantismo leve que não muda o mundo, mas aquece o coração. Boa sessão!

Esperar Para Sempre (Waiting for Forever – 2010)

Melhores amigos enquanto cresciam, Emma (Rachel Bilson) e Will (Tom Sturridge) perderam contato um bom tempo atrás-até onde ela sabe. Para Will, Emma nunca deixou de ser a pessoa mais importante da sua vida. Acreditando que eles estão ligados para sempre, ele vai aonde ela vai. Will não possui casa, carro, ou um trabalho ‘de verdade’. Ele sobrevive de seu talento como malabarista e talentos performáticos afiados com anos de exibição para Emma. Quando o pai dela fica doente, Emma volta para sua cidade natal, tentando deixar pra trás sua vida amorosa complicada e uma carreira fracassada como atriz.

Póstumo (Posthumous – 2014)

Comédia romântica dramática que gira em torno de um aspirante a artista, cuja obra começa a ser chamar atenção e ser reconhecida após boatos de que ele teria se matado. O artista, então, decide manter a farsa, fingindo ser seu próprio irmão. O plano entra em risco quando ele faz amizade com uma charmosa repórter, que produz um forte efeito nas crenças dele sobre o que é vida e o que é arte.

Kiss and Cry (2017)

Sarah, de 15 anos, retorna à patinação de alto nível no clube de Colmar, sem saber se ela faz isso para ela ou sua mãe. Recupera a rivalidade entre as meninas, a tirania do treinador, a violência da competição. Enquanto seu corpo é posto à prova do gelo, seus desejos adolescentes a desviam de suas ambições esportivas.

Novidades no Amor (The Rebound – 2009)

Após um divórcio agitado, Sandy (Catherine Zeta-Jones) uma bela quarentona com dois filhos, resolve recomeçar a vida em Nova York. Entre o novo trabalho, as crianças e a academia, Sandy não tem tempo para nada. Quando contrata, Aram (Justin Bartha) um rapaz de 24 anos para ser “o” babá das crianças, sua vida dá outra reviravolta, pois Aram parece ser tudo o que Sandy precisava, ele traz novidades, a faz se sentir jovem, bonita e valorizada. Mas, ao mesmo tempo Sandy, vive a insegurança desta nova relação. A partir daí começam as maiores confusões quando ela tenta ficar com um cara bem mais novo e cuidar das crianças ao mesmo tempo.

Quando nos Conhecemos (When we first met – 2018)

Noah consegue ter a noite de seus sonhos com a garota por quem é apaixonado mas logo após ela deixa de demonstrar interesse por ele e fica na friend zone. Ele passa os próximos três anos tentando entender o que fez de errado, até que um dia tem a chance de voltar no tempo e alterar o que aconteceu durante aquela noite (e consequentemente, também o seu futuro) várias e várias vezes.

 

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Marcela Picanço
Criadora e editora do De Repente dá Certo! Este blog é um mapa de onde minha imaginação foi. Agora, o caminho é de vocês. Sejam bem-vindos! Pra saber mais é só clicar ali em cima no: "Quem escreve essas coisas?"